26/12/2019

Benefícios da sustentabilidade rural para as cidades

A pauta sobre os benefícios da sustentabilidade rural e urbana está cada vez mais em alta. E não é à toa – os benefícios das práticas sustentáveis englobam tanto o aspecto econômico, quanto o ambiental e social.

Tudo aquilo que é feito nas áreas rurais reflete de forma direta nas cidades. Por isso, quanto mais consciente for a produção, melhor será para a saúde e bem-estar da população e dos consumidores em geral.

Além disso, alinhar o agronegócio e a sustentabilidade também traz vantagens para o bolso do produtor, não só na redução dos gastos mas na melhor visibilidade e aceitação de seus produtos pelo mercado – que está cada vez mais atento, informado e exigente.

Confira a seguir quais são os benefícios da sustentabilidade rural para as cidades e a importância disso na prática!

O que é a sustentabilidade rural?

A sustentabilidade rural nada mais é do que a união entre a produção agrícola eficiente e o respeito ao ambiente e a natureza. Sendo assim, para se encaixar nesse termo, é essencial que o dono da propriedade estude e busque otimizar os recursos, preservando áreas naturais e diminuindo os impactos de seus processos de produção.

No entanto, todas essas questões precisam ser bem planejadas para que a lucratividade do produtor não se perca. Dessa forma, ele conseguirá ter uma boa rentabilidade sem agredir o meio ambiente.

Principais benefícios do agronegócio sustentável

  • Redução no uso de agroquímicos nos alimentos

Um dos benefícios da sustentabilidade rural é a diminuição o uso de agroquímicos nas produções, adotando técnicas de controle biológico e demais estratégias naturais e orgânicas. Com isso, é possível preservar a biodiversidade dessas áreas, restaurando o equilíbrio natural e facilitando o corte dos produtos químicos.

Como benefício, o produtor tem uma redução direta nos gastos e uma produção com maior valor agregado. Além disso, os impactos ambientais provenientes do uso de pesticidas também são reduzidos. Através da utilização de técnicas que aliam a utilização e reciclagem de recursos já presentes na propriedade rural, encontra-se um equilíbrio no uso de insumos internos e externos à fazenda.

  • Consumo de água consciente

A agricultura atualmente é a principal consumidora dos recursos hídricos disponíveis, causando grande impacto nas cidades. Por isso, o melhor aproveitamento dos recursos naturais, como a captação de água da chuva, também é algo simples de se colocar em prática e que promove a sustentabilidade da propriedade.

Além disso, essa estratégia também afeta positivamente o bolso do produtor. Basta implantar um sistema simples de captação e filtrar a água, para poder usá-la livremente na irrigação e manutenção da propriedade.

  • Redução nos impactos climáticos das áreas urbanas

O reflorestamento é uma alternativa que tem sido grandemente utilizada nas práticas rurais sustentáveis, com alta eficiência e poder de redução dos impactos. A fotossíntese realizada pelas árvores, por exemplo, ajuda a reduzir a quantidade de gás carbônico da atmosfera, atuando diretamente na redução do efeito estufa.

Dessa forma, o reflorestamento atua minimizando os impactos climáticos das cidades. Além disso, ele também promove o aumento dos recursos hídricos, combate a erosão do solo e pode ser aproveitado pela propriedade em relação ao suprimento de madeira como matéria-prima.

Além de todos os benefícios climáticos e ambientais, a sustentabilidade rural permite preços mais baixos e alimentos mais saudáveis no mercado. Por isso, vale a pena investir nessa transformação que começa no campo – mas alcança a todos.

Através da provisão de água e melhora na qualidade do ar, a restauração da biodiversidade e da capacidade hídrica das cidades são serviços prestados pelas áreas de mata nativa recompostas e/ou preservadas. Todas esses benefícios da sustentabilidade rural podem ser revertidos em pagamento por serviços ambientais aos produtores, estreitando e consolidando cada vez mais um meio ambiente melhor para todos.

26/12/2019