Categorias Artigos
26/12/2019

Plantio de mudas com hidrogel traz vantagens

O plantio de mudas com hidrogel aumenta a taxa de crescimento das mudas florestais

Com os avanços da tecnologia e o aumento do uso de recursos naturais para a produção de alimentos, excedentes e subsistência, a busca por diferentes formas de manipulação dos solos procurando reduzir custos, otimizar o trabalho e o uso da água atravessa os tempos..

Uma das alternativas encontradas após diversos anos de pesquisas foi empregar novas técnicas na melhora da umidade dos solos reduzindo a necessidade de irrigação e diminuindo os impactos nos lençóis freáticos. Desde a década de 80 há pesquisas de alternativas viáveis visando a otimização da atividade agroflorestal, e já há algum tempo foi iniciado o plantio de mudas com hidrogel.

Funcionamento do hidrogel

O produto é consistido por “polímeros” de alta qualidade, são puros e especialmente desenvolvidos para plantio direto. São baseados em poliacrilamida e poliestireno, que podem ou não ser biodegradáveis, resultando em solos mais ou menos salinizados.

O gel é totalmente funcional. Ele retém a água e nutrientes incorporados no solo, que se juntam a ele e absorvem o necessário para sustentar o desenvolvimento vegetal a partir das raízes. Esse trabalho é gradativo e dura mais de um ano no solo. Com o uso do hidrogel, o plantio evita a perda de suas substâncias por lixiviação, reduz o uso da água e sua evaporação, diminui a frequência de irrigação e favorecendo assim o desenvolvimento das plantas.

Vantagens do plantio com hidrogel

O polímero de alta qualidade retém até centenas de vezes o seu próprio peso. Age como se fosse uma reserva da água para as plantas e produz rápido abastecimento de nutrientes, reduzindo os custos com perdas e replantios. Além de ser benéfico ao meio ambiente, seu uso também tem resultado no quesito econômico, pois diminui a perda de água pelo solo e reduz a evaporação da mesma no solo plantado.

Foi comprovada a melhora das propriedades físicas das plantas, que cresceram 10% a mais e suas raízes 40%. Elas resistem mais ao calor , em um solo mais arejado, decorrente das reação que o hidrogel produz. Os grânulos cedem água para as plantas e voltam ao seu estado normal. Com isso, o espaço preenchido vira um novo poro.

Aplicação de hidrogel no sistema de plantio

O plantio de mudas com hidrogel pode ser feito em culturas temporárias e permanentes, agrícolas e florestais. Sua aplicação é feita após hidratação dos polímeros, havendo no mercado alternativas granuladas e já hidratadas. O hidrogel pode ser aplicado diretamente nas covas ou  misturado aos insumos de base dependendo da atividade desenvolvida.

Em média, o polímero rende a proporção de um quilo para 400 litros que serão dosados de acordo com as especificidades das espécies plantadas. Quanto menor a disponibilidade de recursos hídricos, maior a importância do hidrogel no meio rural e urbano. Ele salva plantações, gera uma mudança positiva na economia e evita o desperdício de água, gerando ganhos desde o produtor rural ao profissional da indústria e dos serviços.

Em princípio, os hidrogéis podem ser usados em qualquer tipo de cultura agrícola ou florestal e em diferentes tipos de solo. Não existe limitação para a aplicação do produto, já que a ideia é prolongar a presença de água no solo ou promover sua fertilização. São mais bem aproveitados em terrenos áridos e arenosos, que não têm a capacidade de reter água

Não há notícia de produto comercial semelhante para plantio de mudas com hidrogel ou usos diversos na agricultura, no reflorestamento e no paisagismo. Hidrogéis convencionais começaram a ser utilizados como condicionadores de solo, mas apenas recentemente, alguns grupos de pesquisa atentaram-se para o potencial de através do hidrogel levar nutrientes para lavouras e plantios diversos em pequena ou grande escala, tornando-se um  nicho de mercado desenvolvido em colaboração dos diversos institutos de pesquisa e tecnologia.

26/12/2019